alimentos para o coração alimentos para o coração

Conheça os piores alimentos para o coração!

7 minutos para ler

As doenças cardiovasculares são as que mais matam no Brasil e no mundo. Entre os piores alimentos para o coração, estão aqueles ricos em gorduras trans, as frituras e os produtos industrializados, que favorecem a obstrução dos vasos, aumentando o risco de infartos, AVC e outras disfunções cardíacas.

Por isso, uma alimentação saudável é fundamental para manter a qualidade de vida e reduzir as chances do desenvolvimento das doenças cardiovasculares. Aumentar o consumo de legumes, frutas, verduras e carnes magras, além de praticar exercícios físicos, são ótimas alternativas para o controle dos fatores de risco e prevenção de problemas do coração.

Neste post, vamos mostrar quais os alimentos podem comprometer a saúde cardíaca e as principais doenças causadas pela má alimentação. Acompanhe!

As principais doenças cardiovasculares

Um cardápio rico em alimentos com gorduras trans e saturadas, açúcares simples e sal é o maior vilão para a saúde cardíaca. Quando esses nutrientes são consumidos em exagero, podem sobrecarregar o coração, aumentando a incidência de várias doenças, como a pressão alta e a obesidade. Veja as enfermidades mais comuns!

Insuficiência cardíaca

Essa doença acontece quando há a diminuição do fluxo de sangue bombeado do coração para todo o corpo, fazendo com que a quantidade seja insuficiente para atender às necessidades do organismo. Esse processo pode levar a limitações na realização de funções básicas. A insuficiência cardíaca é uma doença progressiva, que pode levar a severas complicações e até à morte.

Arritmia

A arritmia é uma alteração no ritmo do batimento do coração provocada, normalmente, devido a distúrbios elétricos, mas também, pode ser consequência de hipertensão arterial ou infarto. Essa doença pode causar a branquicardia (redução nos batimentos), a taquicardia (aumento da frequência cardíaca) ou, ainda, a extrassístole, quando as batidas do coração ficam irregulares.

Pressão alta

A pressão alta, conhecida também como hipertensão arterial sistêmica, ocorre quando o nível da pressão arterial está acima de 120/80 mmHg, considerado normal. Quando não controlada, a pressão alta pode levar a sérios danos, em médio e longo prazo, e oferecer lesões para o coração, rins, cérebro, retina e artérias.

Cardiopatia isquêmica

Essa doença acontece quando há a interrupção ou a redução da circulação de sangue em uma ou mais coronárias (artérias do coração). Um dos principais desafios da cardiopatia isquêmica é que a doença pode evoluir sem apresentar sintomas, levando a quadros de dor no peito até o infarto agudo do miocárdio. Com a redução do fluxo de sangue nas artérias coronárias, o individuo pode ter uma parada cardíaca e, em alguns casos, falecer.

Alimentos que prejudicam a saúde do coração

Alguns alimentos, quando consumidos em excesso, potencializam as chances do surgimento das doenças citadas e de muitos outros distúrbios. Confira quais são os principais, entre os piores alimentos para o coração.

Embutidos

O consumo excessivo desse tipo de alimento aumenta o risco do desenvolvimento de alguns tipos de câncer, como o colorretal. As comidas embutidas contêm substâncias perigosas e comprovadamente cancerígenas, que podem prejudicar a saúde do coração quando consumidas constantemente.

Bebidas alcoólicas

O consumo exagerado de bebidas à base de álcool faz mal para todo o organismo e pode causar doenças mentais, cânceres diversos, cirrose e alterações cardiovasculares, que aumentam as chances de infartos e AVC. Além disso, as bebidas alcoólicas reduzem a imunidade do organismo.

Refrigerantes

A grande maioria dos refrigerantes tem muito açúcar e substâncias que podem enfraquecer e comprometer vários órgãos do corpo. Além disso, esse produto não tem nenhum valor nutricional e favorece o aumento de peso e diabetes. Os refrigerantes também levam ao aumento gradativo da pressão arterial, causando quadros de hipertensão arterial.

Frituras

Alimentos fritos também são grandes vilões da saúde do coração e contribuem com o aparecimento de doenças cardiovasculares e da pressão alta. Além disso, o consumo de frituras pode diminuir a fertilidade, reduzir o crescimento e influenciar o desenvolvimento de algum tipo de câncer. As gorduras encontradas nesses alimentos entopem as artérias, causando sérios danos ao organismo.

Sal

Quando consumido em excesso, o sal eleva a pressão arterial e contrai as artérias, aumentando os riscos de derrames e infartos. Alimentos processados e industrializados, como temperos prontos e macarrões instantâneos, são ricos em sal e podem comprometer o funcionamento dos rins.

Gorduras saturadas e gorduras trans

Essas gorduras ruins elevam os níveis de colesterol no sangue e estão presentes em alimentos como a gema do ovo, os frutos do mar, leites e laticínios integrais, além de bolachas recheadas, molhos prontos e sorvetes cremosos.

Alimentos para o coração se manter saudável

alimentos para o coração

Por outro lado, alguns alimentos são considerados os melhores amigos do coração e contribuem para o bom funcionamento do organismo, reduzindo os riscos de pressão alta, infarto e AVC. Eles são capazes de agir na diminuição do colesterol ruim e dos triglicérides. Os principais são:

  • abacate: fonte de ômega 3 e rica em vitaminas do complexo B e em potássio, a fruta ajuda a reduzir o colesterol e diminui os riscos de doenças cardiovasculares;
  • banana: rica em carboidratos, potássio, ferro, magnésio e vitamina B, previne a hipertensão e protege a musculatura do coração;
  • aveia: atua na redução do nível de colesterol ruim no sangue e é fonte de ômega 3, fibras e potássio, e também auxilia no bom funcionamento intestinal;
  • peixes: ricos em ômega 3, as sardinhas, o salmão e o atum são os melhores peixes para manter a saúde do coração;
  • azeite extravirgem: esse tipo de azeite tem função antioxidante e combate os radicais livres, prevenindo a formação de coágulos sanguíneos e o entupimento de artérias.

A importância de consultar um cardiologista

A consulta preventiva com um cardiologista é fundamental para prevenir os fatores de risco que levam ao desenvolvimento das doenças relacionadas ao coração. A realização de check-up periódico e os exames de rotina são procedimentos essenciais para qualquer pessoa acima dos 35 anos.

As consultas preventivas têm o objetivo de monitorar de forma individual cada paciente, de acordo com sua idade, histórico familiar e fatores de risco. Além disso, um diagnóstico precoce de qualquer tipo de patologia cardiovascular faz toda diferença no tratamento e na recuperação do paciente.

Portanto, adotar uma alimentação saudável, praticar atividades físicas regularmente e realizar consultas preventivas com um cardiologista são atitudes que ajudam a prevenir diversas doenças, inclusive as cardiovasculares. Bons alimentos para o coração são fundamentais para manter a qualidade de vida e evitar problemas coronários.

Gostou do post? Siga o AmorSaúde no Facebook, Instagram e YouTube e fique pode dentro de tudo sobre saúde e bem-estar!

Posts relacionados

Deixe um comentário