As 8 vitaminas do complexo B e sua importância

7 minutos para ler

Para uma vida longa e saudável, é preciso seguir bons hábitos no dia a dia, o que inclui uma alimentação equilibrada e a prática regular de atividades físicas. No entanto, por conta da rotina agitada e, muitas vezes, falta de acompanhamento médico, é comum que as pessoas tenham deficiências no organismo.

Ou seja, cálcio, vitaminas e ferro, por exemplo, não estão sendo ingeridos diariamente, de acordo com as necessidades do corpo. Falando especificamente sobre as vitaminas do complexo B, elas são necessárias para uma série de funções vitais no organismo.

Afinal, elas atuam no metabolismo, são antioxidantes e combatem os radicais livres, por exemplo. Para identificar se o seu organismo está com o nível ideal dessas vitaminas, é preciso procurar um médico que, por sua vez, vai indicar os exames necessários para uma avaliação.

O complexo B é formado por 8 vitaminas. Abaixo, listamos cada uma delas, explicamos sua importância e as principais fontes de alimentos de onde você consegue obtê-las. Confira!

Marcar consulta Nutricionista

1. Vitamina B1: tiamina

A vitamina B1 atua no metabolismo de gorduras, proteínas e carboidratos. Entre as suas principais funções, podemos destacar o seu papel no cérebro humano, já que ela inibe a morte de células nervosas, ajuda a melhorar a memória, a capacidade de concentração e de raciocínio.

A tiamina também ajuda na preservação da saúde do fígado, tem função antioxidante e auxilia até no ganho de massa muscular. A falta da vitamina B1 no organismo pode trazer uma série de prejuízos, afetando a função digestiva e o sistema nervoso, por exemplo.

Entre as principais fontes de alimentos em que a tiamina pode ser encontrada estão as carnes bovina, suína e de aves, peixes, grãos integrais, como trigo e arroz, feijão preto, leite, iogurte natural, milho, frutas e verduras, como o espinafre.

2. Vitamina B2: riboflavina

A riboflavina é uma vitamina facilmente encontrada em leite, peixe, carne e nas verduras de cor verde-escura. Ela é essencial para que o metabolismo funcione bem e também é responsável por estimular a produção de sangue.

De forma geral, suas principais funções são auxiliar o funcionamento do sistema nervoso, ajudar na saúde dos olhos, pele e boca, atuar no crescimento e desenvolvimento e, por ser antioxidante, também ajuda no combate ao câncer.

Para manter o bom nível de vitamina B2 no organismo, não se esqueça de incluir na alimentação diária opções como couve, brócolis, ervilhas, repolho, semente de girassol e laticínios.

3. Vitamina B3: niacina

A vitamina B3 ou niacina se destaca por ajudar a melhorar a circulação do sangue no organismo e os níveis de colesterol, além de controlar o diabetes e diminuir problemas de enxaqueca. Mas não é só isso.

A niacina tem papel na produção de energia para as células, melhora os efeitos colaterais da artrite e ajuda na prevenção de doenças sérias, como câncer e Alzheimer.

A recomendação da quantidade diária a ser ingerida de vitamina B3 vai depender da faixa-etária da pessoa, mas mulheres, em geral, devem consumir 18 mg. Entre as principais fontes de niacina estão peixes como o atum, frango, fígado, amendoim e leguminosas.

4. Vitamina B5: ácido pantotênico

A vitamina B5 desempenha três grandes papeis no organismo humano: é importante para a saúde do coração, combate o estresse e atua como sintetizadora. Quanto ao coração, o ácido pantotênico ajuda a equilibrar os níveis de colesterol e a pressão arterial.

No que diz respeito ao estresse, a vitamina ajuda a diminuir esse problema, além de estar associada à melhora de outras doenças mentais, como depressão e ansiedade. Já a sua capacidade sintetizadora quer dizer que ela é importante para a formação de proteínas, gorduras e aminoácidos no corpo.

Alimentos ricos em vitamina B3 são carnes bovina e de frango, salmão, cogumelos, ovos, laticínios, cereais, semente de girassol, abacate, laranja, amendoim, nozes, batata doce, lentilha, soja, couve, repolho e brócolis.

5. Vitamina B6: piridoxina

Essa vitamina é bem presente tanto em alimentos de origem animal quanto vegetal. Entre suas principais funções estão diminuir os efeitos da TPM e artrite reumatoide, prevenir quadros de depressão e doenças cardíacas, melhorar o sistema imunológico, além de estimular a produção de energia.

A falta de vitamina B6 no organismo, normalmente, se dá por problemas de má absorção da mesma, fatores genéticos, tabagismo e alcoolismo, por exemplo. Carnes, leite, ovos, batata, banana, aveia, abacate, cereais e nozes são alguns dos alimentos que oferecem essa vitamina.

6. Vitamina B7: biotina

Nos últimos tempos, a vitamina B7 ou biotina ficou muito popular entre as pessoas que se preocupam em manter cabelos compridos e saudáveis. Tudo isso não é por acaso, já que essa vitamina é benéfica para os cabelos, pele, unhas, além de estar relacionada ao metabolismo.

A falta da biotina pode causar alterações na pele, dores musculares e até depressão. Entre os principais alimentos em que você pode encontrar a vitamina B7 estão arroz, amendoim, farelo de aveia, nozes, ovo e fígado de vaca.

7. Vitamina B9: ácido fólico

A vitamina B9 é muito conhecida pelo nome de ácido fólico, principalmente entre as mulheres que querem engravidar, pois ela é fundamental para o bom desenvolvimento do feto. Por isso, antes mesmo do início da gestação, a mulher já começa a tomar essa vitamina em forma de suplementação, seguindo as recomendações do seu médico pessoal.

A vitamina B9 é importante para o cérebro, coração, pele, cabelos e unhas, além de ajudar na imunidade e atuar na prevenção de câncer. Entre as fontes naturais de ácido fólico estão couve, brócolis, espinafre, cereais integrais, vísceras e feijão.

8. Vitamina B12: cobalamina

A vitamina B12 ou cobalamina desempenha papel importante na formação das células vermelhas no sangue. Além do mais, é essencial para funções do sistema nervoso central e ajuda na prevenção da anemia megaloblástica.

A ausência dela no organismo pode ter diversas manifestações, como problemas de concentração, falta de memória, fadiga e pele amarelada. Os alimentos ricos em vitamina B12 são de origem animal, como carnes, peixes, ovos e laticínios.

Viu só como as vitaminas com complexo B são importantes para o seu organismo? Lembre-se de seguir uma rotina periódica de check-ups para garantir que o seu corpo tenha os níveis ideais de vitaminas e minerais, além de manter cuidados com a alimentação.

Apesar de os suplementos vitamínicos serem facilmente adquiridos em qualquer farmácia, a automedicação não é recomendada. É preciso consultar um médico para saber se o seu corpo precisa ou não de suplementação. Até porque essas vitaminas são encontradas nos alimentos e, muitas vezes, somente será preciso melhorar a dieta.

Agora, aproveite para compartilhar este conteúdo sobre vitaminas do complexo B nas suas redes sociais e ajude seus amigos a entender melhor sobre a importância delas para a saúde.

Marcar consulta Telemedicina

Posts relacionados

Deixe um comentário