obstrução dos vasos do coração obstrução dos vasos do coração

Entenda o que pode causar a obstrução dos vasos no coração

6 minutos para ler

Todos sabem a importância de manter uma rotina saudável para obter mais qualidade de vida. Além de proporcionar bem-estar, ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos pode evitar problemas graves de saúde. A obstrução dos vasos do coração é um resultado muito comum devido ao cultivo dos maus hábitos.

A aterosclerose, como também é conhecida, causa obstrução em diversas artérias do corpo. Muitas doenças do coração podem ocorrer nesses casos, entre elas, o infarto. Por isso, é muito importante controlar os índices de glicose e colesterol no sangue, além de realizar exames periódicos com objetivo de constatar, precocemente, qualquer problema.

Quer saber mais sobre a saúde do coração? Leia este post até o fim e descubra como acontece a obstrução dos vasos sanguíneos, quais os sintomas mais comuns e como prevenir. Acompanhe!

Como acontece a obstrução de vasos do coração?

obstrução dos vasos do coração

O infarto agudo do miocárdio é o problema mais recorrente quando se tem a obstrução de vasos do coração. Isso acontece devido ao endurecimento de materiais gordurosos acumulados nas paredes das artérias.

A oclusão da artéria não deixa que o sangue rico em nutrientes e oxigênio chegue aos tecidos, causando muitos problemas cardíacos. O processo de aterosclerose pode entupir qualquer artéria do corpo.

Sintomas

Os sintomas das doenças causadas pela obstrução dos vasos do coração variam de pessoa para pessoa e dependem de alguns fatores. Entre eles, as artérias que foram afetadas, a gravidade do estreitamento e a frequência de atividade física do paciente.

Por isso, é muito importante consultar um cardiologista periodicamente. Alguns sintomas podem ser indicativos de que algo não está em bom funcionamento, veja:

  • dor no peito: conhecida também como angina, é a redução do fluxo de sangue no coração. Esse importante sinal de ataque cardíaco pode surgir como uma sensação de ardor, de peso ou, ainda, como uma tensão;
  • fadiga e fraqueza extrema: sentir-se sempre muito cansado pode indicar hipotensão ou insuficiência cardíaca;
  • desmaio ou tonteira: pode indicar arritmia, hipotensão ou, também, ataque cardíaco a caminho. Quando o paciente apresenta vista borrada ou perda de visão, pode significar um derrame cerebral;
  • pulsação irregular e acelerada: quando acompanhado de dificuldade de respirar, tonturas ou fraqueza, pode indicar ataque cardíaco, arritmia ou insuficiência cardíaca;
  • náusea, falta de apetite, inchaço, ansiedade e falta de ar também podem ser indicativos de ataque cardíaco.

Fatores de risco

São muito os fatores de risco para a obstrução dos vasos do coração. Os mais comuns são:

  • tabagismo;
  • diabetes;
  • pressão arterial elevada;
  • níveis altos de colesterol no sangue;
  • obesidade;
  • idade avançada;
  • dieta rica em gordura;
  • histórico familiar de doenças do coração.

Diagnóstico

Além de observar os sintomas descritos acima, o diagnóstico preciso é de extrema importância para prevenir complicações à saúde do coração. Uma série de exames e acompanhamento médico podem detectar veias obstruídas.

Na rotina de check-up do coração, deve ter o eletrocardiograma e raio-X do tórax. Além desses, outros exames mais específicos podem ser solicitados pelo médico, como:

  • cintilografia do miocárdio: feito em duas etapas, esse exame consiste na realização de imagem do corpo em repouso e, posteriormente, submetido a algum estresse, que pode ser físico ou farmacológico;
  • exame de imagem do coração: também conhecido como ecocardiograma, trata-se de ultrassom do coração que avalia tamanho, quantidade de sangue bombeando, espessura das paredes e funcionamento das valvas cardíacas;
  • teste de esforço: esse exame tem como objetivo analisar a resposta cardíaca do paciente enquanto realiza uma atividade física. Normalmente, esse teste é feito em esteiras ou bicicletas ergométricas, por isso, também é chamado de teste ergométrico;
  • M.A.P.A (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial): realiza a medição automática da pressão arterial por meio de dispositivo colocado na cintura do paciente. Ele fica conectado por um tubo de plástico a uma braçadeira posicionada no braço;
  • holter: trata-se de um monitor portátil que supervisiona a atividade elétrica do coração e suas variações, durante 24 horas. Esse exame é complementar ao eletrocardiograma com objetivo de apontar alterações que não costumam aparecer em testes realizados com menor tempo.

Tratamento

A utilização de medicamentos pode controlar problemas cardíacos. Remédios melhoram o fluxo do sangue no órgão acometido pela problema. Caso não seja possível tratar a doença apenas com uso de medicações, deve-se realizar o tratamento cirúrgico. São dois tipos de procedimentos feitos para desobstruir artérias: angioplastia ou stent e a cirurgia, propriamente dita.

A primeira solução é uma técnica endovascular, pouco invasiva, que consiste na introdução de um pequeno acesso na virilha, com cateteres e fios-guias, que realizam a abertura das artérias obstruídas utilizando balões de angioplastia. Existem casos que precisam da utilização de dispositivos metálicos, conhecidos como stents, para manter aberta a artéria tratada.

Já as cirurgias são indicadas apenas para casos mais avançados e graves de aterosclerose. São feitos cortes para chegar à artéria doente e à revascularização do ponto afetado. Nesses casos, pode ser realizada a retirada da placa obstruída ou a colocação de pontes ou prótese na veia safena para bombear sangue até o local da obstrução.

Quais as dicas para evitar obstrução dos vasos sanguíneos?

Um dos primeiros passos para evitar a obstrução dos vasos do coração é a mudança de hábitos de vida. Por exemplo, pare de fumar e controle a pressão arterial, o colesterol e o diabetes.

Inclua no cardápio alimentos bons para o coração, como as carnes de peixe e o azeite de oliva, além de diminuir o consumo de sal. A prática de atividades físicas deve ser regular — recomenda-se 30 minutos de caminhada diariamente.

Também é fundamental a realização de exames preventivos do coração. Por isso, é muito importante consultar um médico especializado para monitorar e tratar problemas relacionados ao sistema cardiovascular.

Como vimos, optar por uma rotina saudável aliada a consultas periódicas com seu cardiologista, pode prevenir doenças do coração e proporcionar mais qualidade de vida. Por isso, mantenha uma dieta equilibrada e pratique exercícios regularmente para evitar a obstrução dos vasos do coração.

Gostou do conteúdo e deseja ficar por dentro dos mais variados assuntos de saúde de bem-estar? Assine a newsletter e receba conteúdos cheio de amor para sua saúde!

Posts relacionados

Deixe um comentário