banner_blog_abril
exames laboratoriais de rotina exames laboratoriais de rotina

Exames laboratoriais de rotina: conheça aqui os principais!

6 minutos para ler

Para mantermos a saúde em dia, realizar alguns exames laboratoriais de rotina é essencial. Exames de sangue e urina, por exemplo, fazem parte da lista dos que devem ser feitos periodicamente. Aliados à análise médica, eles ajudam a diagnosticar enfermidades e avaliar os melhores tratamentos.

Os exames laboratoriais de rotina são muito importantes para identificar possíveis complicações no organismo, principalmente, aquelas doenças que não apresentam sintomas em estágios iniciais. Por isso, é essencial realizar constantemente alguns deles para a manutenção de uma boa qualidade de vida.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste post, vamos falar sobre a importância de cuidar bem da saúde e mostrar os principais exames de rotina que devem ser feitos. Confira!

Qual a importância de fazer exames laboratoriais de rotina?

Cuidar da saúde do nosso corpo é essencial para mantermos uma vida de muita disposição e ânimo. Os exames de rotina auxiliam na prevenção e diagnóstico de muitas doenças.

A realização de determinados exames é fundamental para acompanhar o nosso estado clínico de saúde e confirmar se há alguma anormalidade, assegurando um bom tratamento e a cura o quanto antes. Eles são tão importantes que, muitas vezes, grandes empresas exigem de seus funcionários constantemente.

Mesmo sem apresentar sinais de qualquer doença, todos devem, periodicamente, realizar exames, como os de sangue. Isso porque muitas doenças, quando estão no início, podem não apresentar nenhum sintoma.

Somente com essas análises, será possível detectá-las e buscar a cura o mais rápido possível. Além disso, exames de rotina ajudam a prevenir enfermidades e obter dados epidemiológicos mais precisos.

Quais os principais exames de rotina?

Para entender e melhorar o nosso bem-estar, e ter um cotidiano cada vez mais saudável, é importante acompanhar as mudanças em nosso corpo. Um recurso muito utilizado é o famoso check-up, ou seja, uma bateria de exames que são feitos por especialistas com equipamentos sofisticados e eficientes.

A partir dos resultados dos exames de rotina, o médico tem condições de determinar qual conduta o paciente deve seguir, como parar de fumar ou mudar hábitos alimentares. Além disso, é possível detectar doenças mais graves, como o câncer. O check-up atua como uma medida preventiva e une dados do histórico clínico do paciente com exames laboratoriais e ergométricos.

Hemograma

Um dos exames mais importantes, o hemograma auxilia a monitorar possíveis anomalias nas células sanguíneas: hemácias, glóbulos brancos, linfócitos e plaquetas. Esse exame é completo e capaz de diagnosticar diversas doenças, como anemias, leucemia e infecções.

A parte que aponta a análise de hemácias recebe o nome de eritrograma e, além de mostrar a quantidade existente de células sanguíneas, apresenta o número de hemácias, indicando se estão adequadas para o bom funcionamento do organismo.

Para a realização desse exame, não é preciso fazer jejum, mas é recomendável que as atividades físicas sejam interrompidas 24 horas antes, e o consumo de bebida alcoólica, com 48 horas de antecedência. As principais doenças detectadas pelo hemograma são:

  • anemias;
  • distúrbios na medula óssea;
  • infecções bacterianas, virais e fúngicas;
  • câncer, em especial, leucemias e linfomas;
  • inflamações;
  • alterações diversas nas plaquetas;
  • doenças pulmonares;
  • insuficiência renal;
  • insuficiência cardíaca;
  • artrite reumatoide.

Glicemia em jejum

O exame de glicemia feito em jejum ajuda a medir os índices de glicose no sangue. Para a realização, é preciso que o paciente fique de 8 a 12 horas em jejum, ou seja, não pode consumir nenhum tipo de alimento ou bebida, apenas água.

Esse exame laboratorial de rotina auxilia os médicos a detectar casos de diabetes, e também serve para controlar algumas doenças. Para pessoas acima de 45 anos, a glicemia em jejum deve ser feita anualmente ou conforme orientação médica.

TSH e T4 livre

Medir os índices de TSH e T4 livre no sangue é o mesmo que avaliar os níveis de hormônios da glândula tireoide. Quando essas taxas apresentam anormalidade, podem indicar doenças como hipertireoidismo e hipotireoidismo.

Além disso, esse tipo de exame de rotina pode alertar sobre tireoide de Hashimoto, presença de nódulo maligno ou benigno na região durante a gravidez e monitorar os níveis de hormônios produzidos pelas glândulas.

Ureia e creatinina

Os exames que avaliam as doses de ureia e creatina presentes no organismo servem para verificar como está o funcionamento dos rins. A partir deles, é possível detectar se existe alguma anormalidade no órgão e, até mesmo, se há presença de alguma doença crônica renal.

Os níveis de creatina tendem a se elevar no sangue, à medida que os rins vão perdendo a função. Isso porque essa é uma molécula produzida constantemente pelos músculos e eliminada, exclusivamente, pelos rins. É considerado uma condição normal quando os índices de creatina se encontram sempre baixos.

A ureia também é usada para avaliar o funcionamento dos rins. Essa substância é utilizada para complementar o exame de dosagem de creatina, já que ela é filtrada pelos rins. Quando esses órgãos não estão funcionando bem, essa filtragem fica comprometida.

Colesterol e triglicerídeos

Esse é um tipo de exame usado para avaliar os índices de colesterol e triglicerídeos no sangue, elementos importantes para diagnosticar doenças cardíacas. Pessoas acima dos 40 anos devem realizar esses exames anualmente.

Mas é bom lembrar que todos precisam, periodicamente, monitorar essas taxas, principalmente, pacientes com histórico familiar, obesos ou que tenham alguma doença crônica, como diabetes.

Exames de urina

O exame de urina é uma coleta simples, normalmente, o primeiro xixi do dia. Ele ajuda na análise alguns componentes, como glicose, pH, proteínas, nitritos, sulfato, células epiteliais, cálcio, sódio e amônia. O exame de urina é indolor e os resultados alterados podem indicar complicações sérias no organismo.

laboratoriais de rotina

Quando fazer os exames de rotina?

A frequência com que eles devem ser realizados é definida por um médico clínico geral ou o profissional da área que já acompanha o paciente. Esse tempo varia conforme a idade, o histórico de saúde e o quadro clínico. Além disso, pacientes que têm na família pessoas com doenças relacionadas precisam fazer esse acompanhamento com mais frequência.

Portanto, os exames laboratoriais de rotina são fundamentais para a manutenção da boa saúde e ajudam na melhoria da qualidade de vida do paciente. É importante lembrar que, somente com ajuda profissional, é possível avaliar com precisão os resultados e escolher o melhor tratamento, quando necessário.

Gostou deste post? Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais.

A AmorSaúde é a rede de clínicas populares que mais cresce no Brasil, oferecendo diversas especialidades como cardiologia, oftalmologia, odontologia e ginecologia.

Se você gostou deste conteúdo e deseja investir mais na sua saúde, agende já sua consulta conosco!

Posts relacionados

6 thoughts on “Exames laboratoriais de rotina: conheça aqui os principais!

    1. Olá Daiane, Boa tarde. Tudo bem? Pedimos localize a Unidade mais próxima através do nosso site e entre em contato diretamente para mais informações sobre valores, áreas de atuação, procedimentos, entre outros: amorsaude.com.br/unidades . Será um prazer te atender em nossa Clínica! 😍

    1. Olá, Roberto!
      Poxa, nós não disponibilizamos o serviço de coleta de sangue em domicílio.
      Quem sabem em um futuro próximo o serviço seja disponibilizado em nossas clínicas.
      Um abraço!

Deixe um comentário