dor nas costas dor nas costas

Dor nas costas: quando é hora de procurar um médico e agendar uma consulta?

6 minutos para ler

A dor nas costas é uma ocorrência muito comum na vida das pessoas. Ela pode ser leve, mais intensa, constante ou passar bem rápido. E, em nenhum desses casos, você deve ignorá-la. Afinal, múltiplos fatores de risco podem se desenvolver a partir de algo que, a princípio, não parece muito grave.

Além de ter diferentes causas, esse incômodo ainda pode estar ligado a outros órgãos ou problemas de saúde. Sabia que pode ser, inclusive, sinal de infarto do miocárdio? Ou seja, este é mais um motivo para que você não espere muito tempo para procurar um médico e agendar uma consulta.

Quer entender melhor sobre o que ocasiona esse desconforto? E qual é o momento certo de se tratar? Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre o assunto!

Quais são os diferentes tipos de dor nas costas?

A dor nas costas se manifesta de diferentes maneiras. Em geral, na região lombar, torácica e cervical. Veja o significado de cada tipo!

Dor no meio do tórax e nas costas

Neste caso, pode ser que você esteja com complicações no esôfago, no coração e na aorta. Ou ainda indicar problemas nas vértebras e nos músculos. É fundamental reconhecer exatamente onde dói, para que o especialista entenda o nível dos riscos.

Dor no meio das costas

Esse é o tipo mais comum de dor nas costas. Pode ser causada simplesmente por desgastes e compressão nos nervos, como quando você se senta de mau jeito. Mas também representa possibilidade de fraturas de vértebras, quando mais intensa, e hérnia de disco.

Dor nas costas abaixo do ombro

A dor na região abaixo do ombro costuma ser indício de instabilidade muscular. E ainda de alteração no músculo ou no esqueleto.

Dor nas costas em cima

Essa é aquela dor nas costas frequente quando você está cansado. Ou, ainda, quando caminha e se senta com má postura. O estresse é outro fator associado, assim como o excesso de atividades físicas.

Dor nas costas na lombar

Além do cansaço e da má postura, essa dor é causada pelo sedentarismo. Pode ocorrer em qualquer idade, e ser aliviada com descanso e atividades relaxantes.

Quais são as principais causas da dor nas costas?

As causas da dor nas costas são variadas e estão relacionadas a questões de saúde, assim como de hábitos diários. Aqui estão as principais.

Lesão muscular

Quem pratica atividades físicas pesadas ou tem uma atividade profissional que requer muita movimentação ou muito tempo sentado está sujeito a sofrer lesões musculares. A sensação é de peso nas costas e causa muito desconforto.

Doenças respiratórias e infarto

As doenças respiratórias e o infarto fazem com que o paciente tenha muito esforço ao respirar. Isso porque ele precisa mobilizar todos os músculos do abdômen e das costas para fazer o processo adequado.

Pedra nos rins

O cálculo renal, também conhecido como pedra nos rins, é outra possível causa da dor nas costas. O paciente sente uma cólica forte, acompanhada de dor no fundo das costas. Muitas vezes, não consegue andar ou se mexer.

Dor ciática

A dor ciática também parte do fundo das costas e irradia para as pernas. O que quer dizer que o nervo ciático, que fica na parte final da coluna, está comprimido. A sensação é de formigamento e de dificuldade para caminhar e ficar muito tempo sentado.

Hérnia de disco

A hérnia de disco causa a dor no meio das costas, que se manifesta quando se passa muito tempo na mesma posição ou na hora de levantar. O problema é mais comum a partir dos 45 anos de idade. Pode ser que a dor se espalhe para os lados, as costelas, os glúteos e as pernas.

Contratura muscular

Novamente, o excesso de exercícios físicos e também de preocupação, e o erro postural ao se sentar resultam em contratura muscular. Sabe o famoso torcicolo? Pode intensificar ainda mais a sua dor neste caso.

Gravidez

Por fim, nos últimos meses de gestação, a dor nas costas é uma constante. A coluna se sobrecarrega durante o desenvolvimento do bebê, mas, com alongamentos, pode ser aliviada.

Quando é o momento de buscar ajuda médica?

dor nas costas

Em um cenário ideal, é preciso buscar ajuda médica assim que a dor nas costas se manifesta. Mesmo que seja só um mau jeito, você pode trabalhar com a prevenção e o diagnóstico precoce para evitar problemas mais graves.

Mas é comum adiar esse momento, certo? A dor é tão comum, que muitas pessoas acabam deixando de lado. Neste caso, se ela aparecer repentinamente, com grande intensidade ou com outros sintomas, como enjoos ou falta de ar, a consulta não deve mais ser adiada.

O tratamento inicial não costuma ser complexo. Na maioria das vezes, é feita a prescrição de medicamentos, com anti-inflamatórios. No entanto, situações complicadas podem resultar até mesmo em cirurgias. Portanto, não demore a procurar um especialista.

Como aliviar a dor nas costas?

Enquanto você aguarda pela consulta médica, pode investir em algumas maneiras de aliviar a dor nas costas. Veja alguns exemplos.

Compressas mornas

Em compressas mornas, coloque 3 gotas de óleo essencial de alecrim. Depois, posicione a compressa exatamente no local da dor por 15 minutos diários.

Repouso

Durante meia hora, fique deitado em um colchão duro. Faça exercícios de respiração e tente não se mexer muito.

Homeopatia

Existem manipulações homeopáticas para tratar inflamações nas costas. Confira com o médico qual receita é ideal para você.

Massagens

Um profissional pode fazer massagens leves com óleo de amêndoas. É importante não forçar muito.

Pilates

Deixe a academia por um tempo e invista na prática de pilates. Os exercícios da modalidade fortalecem os músculos das costas e combatem as causas da dor.

A dor nas costas é, sem dúvida alguma, uma das maiores preocupações com a saúde que se deve ter. Você viu a quais fatores ela se associa; portanto, é indispensável ter atenção e cuidados diante de qualquer manifestação. Para agilizar a sua consulta e garantir um profissional de confiança que cuide do problema, ter um convênio médico pode ajudar.

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre o assunto? Agora é hora de agendar sua consulta! Entre em contato conosco e comece o quanto antes seu tratamento.

Posts relacionados

Deixe um comentário