banner_blog_abril
Um médico pediatra escutando os batimentos cardíacos de criança no colo da mãe. Um médico pediatra escutando os batimentos cardíacos de criança no colo da mãe.

Pediatria: o que é e quais as áreas de atuação?

8 minutos para ler

A área da medicina que cuida os bebês até se tornarem adultos se chama pediatria. Nela, existem diversas áreas de atuação.

Conheça quais essas áreas e outras curiosidades dos cuidados da pediatria:

O que é pediatria?

Surgida no final do século XIX, devido aos altos indícios de mortalidade infantil, a medicina da pediatria surgiu.

A palavra pediatria é de origem grega, sendo formada pela palavra “paidos” que significa “criança”, e “iatreia” que significa “processo de cura”.

Um destaque para suas responsabilidades é que, diferentemente de outras áreas médicas que diagnosticam e tratam de doenças apenas, sua função principal é acompanhar o desenvolvimento emocional e físico do ser humano, dos seus primeiros dias de vida até se tornar um adulto.

Ou seja, as orientações de um psiquiatra são tão importantes que podem auxiliar os pais nas prevenções de doenças futuras no organismo das crianças e adolescentes.

Pesquisas realizadas pela “Sociedade Brasileira de Pediatria” apontam que existem mais de 40 mil médicos pediatras no Brasil, sendo a segunda maior especialidade médica existente.

Qual formação devo ter para me tornar pediatra?

A formação que se deve ter para atuar como um pediatra é a medicina, somada de aproximadamente 3 anos de residência em medicina pediátrica e, caso pretenda atuar em uma área específica, mais 2 ou 3 anos de residência na especialidade escolhida.

Um médico pediatra escutando os batimentos cardíacos de criança no colo da mãe.Quais são as áreas de atuação da pediatria?

Existem diversas especialidades para cuidar da saúde da criança. São algumas delas:

  • Neonatologia:

Responsável por cuidados com recém-nascidos de até 28 dias de vida, quando se tornam lactentes (criança que ainda mama). Sua principal função é avaliar os órgãos do recém-nascido, e observar possíveis sinais infecciosos.

  • Endocrinologia Pediátrica:

Trata das alterações hormonais presentes no organismo, como crescimento desordenado, puberdade precoce ou tardia, sobrepeso, diabetes mellitus, exaustão e etc.

  • Gastroenterologia Pediátrica:

Trata da saúde digestiva de crianças e adolescentes, como refluxo gastroesofágico, constipação crônica, obstrução intestinal, úlceras, gastroenterite e outras doenças gastrointestinais, além do sobrepeso.

  • Cardiologia Pediátrica:

Faz o acompanhamento médico de crianças e adolescentes que apresentam alterações no ritmo de batimentos cardíacos e outras doenças, como arritmias, problemas nos vasos do sistema circulatório e sopros cardíacos.

Essas doenças podem ser congênitas, diagnosticadas no ultrassom, antes do nascimento do bebê, ou posteriormente, adquiridas nos primeiros dias de vida, e o recomendável é que o tratamento seja realizado o mais precocemente possível.

  • Pneumologia Pediátrica:

Esses profissionais da pediatria cuidam de doenças que acometem o sistema respiratório de crianças e adolescentes, como asmas, bronquites e pneumonias. Além disso, também podem tratar de alergias que afetam a respiração, como sinusite ou rinite.

  • Oftalmologia Infantil:

O oftalmologista infantil cuida da saúde dos olhos de crianças, pré-adolescentes e adolescentes, até o início da fase adulta.

O importante é que, durante as consultas com esses profissionais da pediatria, haja mais dinamismo e interação, para aproximar o paciente da consulta e evitar sentimentos de medo e insegurança.

  • Odontologista Infantil:

A odontopediatria é a medicina odontológica para crianças e adolescentes, que busca prevenir doenças e auxiliar no exercício de uma boa saúde bucal para essa faixa etária.

  • Neurologia Pediátrica:

Auxilia no tratamento de doenças e distúrbios que acometem a medula espinhal, cerebral, vasos sanguíneos, músculos e sistema nervoso.

Entre as doenças que podem ser diagnosticadas por esse profissional da pediatria, estão a paralisia, autismo, o TDAH, cefaleias, problemas com sono e outros, e o tratamento dessas enfermidades podem ser de curtos a longos prazos.

  • Dermatologia Pediátrica:

O profissional da dermatologia pediátrica trata de doenças cutâneas crônicas, congênitas ou que surgem com o tempo, como as alergias, excesso de suor corporal, queimaduras solares, acnes, tumores e outras.

  • Infectologia Pediátrica:

Esse profissional da pediatria diagnostica e trata doenças de origem infecciosa em crianças e adolescentes, podendo ser mais comuns como a otite, ou mais graves como a sepse.

  • Nutrologia Pediátrica:

Diagnostica doenças de origens nutricionais em crianças e adolescentes, podendo indicar uma introdução alimentar especial e hábitos de vida mais saudáveis, em prol da prevenção de complicações como taxas de colesterol alta, diabetes e alergias.

  • Nefrologia Pediátrica:

Especialidade em que o profissional da pediatria é responsável por tratar doenças de origem renal, da bexiga, e urinária, como a infecção urinária, enurese noturna, injúria renal aguda e outras, sejam elas hereditárias ou não.

  • Reumatologia Pediátrica:

Nessa especialidade, o profissional da pediatria trata de doenças reumatológicas crônicas e inflamatórias, que acometem os ossos, músculos, cartilagens e articulações.

Atua com uma equipe que geralmente conta com a presença de dermatologistas, cardiologistas, neurologistas e outros especialistas em pediatria.

  • Medicina Do Adolescente:

O hebiatra, ou médico do adolescente, é o profissional que trata de pacientes com faixa etária entre 10 e 19 anos, acompanhando o desenvolvimento durante a puberdade e auxiliando no tratamento de doenças psicossociais e físicas que podem surgir.

Além disso, podem trabalhar tanto em maternidades como em ambulatórios, unidades de saúde básica, ambulatórios, ambulâncias e em clínicas da família, como a AmorSaúde.

Uma adolescente de costas enquanto a pediatra utiliza um estetoscópio para examiná-la.

Quais os problemas de saúde mais comuns que um pediatra costuma tratar?

A pediatria tem função extremamente importante: a realização da puericultura, que significa realizar não apenas o tratamento de doenças nas crianças e adolescentes, mas acompanhar o crescimento, auxiliar os pais sobre as formas e cuidados de prevenir o surgimento das doenças e garantir a qualidade de vida dessa faixa etária.

Além disso, existem doenças mais comuns diagnosticadas e tratadas pelos profissionais da pediatria. Por exemplo:

  • Problemas respiratórios, que podem envolver de resfriados a bronquites e pneumonias
  • Problemas gastrointestinais, como constipações, verminoses e diarreias
  • Infecções diversas, exemplo: garganta e urinária
  • Alterações e doenças cutâneas, como a dermatite, micoses, e alergias diversas
  • Problemas comportamentais e/ou transtornos mentais

Vale lembrar que as consultas regulares de pediatria são fundamentais para o desenvolvimento da criança com menores chances de problemas de saúde.

Logo, atente-se à frequência necessária de visitas com o profissional da pediatra, de acordo com a faixa etária da criança e/ou do adolescente.

Quais exames costumam ser solicitados na pediatria?

Os primeiros exames solicitados pelo profissional da pediatria são os exames de prevenção, realizados nos primeiros dias de vida, como o teste do pezinho, da linguinha, orelhinha e etc.

Durante o desenvolvimento da criança podem ser solicitados hemogramas, exames de fezes e urina, raios-x e testes de alergias, além de outras variações dependentes dos sintomas e grau do mal físico.

Quais tratamentos, geralmente, são indicados por um pediatra?

Através do acompanhamento de um pediatra, alguns tipos de exames podem ser solicitados.

Indicações de consultas com outros profissionais da saúde, administração de medicamentos e mudanças no hábito de vida, são alguns tratamentos que podem ser solicitados por um pediatra.

Tenho uma criança ou adolescente, quando devo procurar um pediatra?

Durante o crescimento da criança e do adolescente, acontece o desenvolvimento do sistema imunológico. Logo, é normal a presença de doenças e outras anormalidades na saúde em certos períodos.

Porém, é ideal se atentar a alguns sinais que podem ser preocupantes como, por exemplo, a presença de:

  • Falta de ar
  • Vômitos constantes (com ocorrência de 2 vezes em 1 hora)
  • Convulsões e perca de consciência
  • Ferimentos profundos e queimaduras
  • Intoxicações e alergias por alimentos ou medicações
  • Sintomas isolados de febre, acima de 39° (em bebês com até 3 meses de vida, febres de 37.8° já são sinais de preocupação)

No Brasil, qual o dia do pediatra?

O Dia do Pediatra é comemorado no dia 27 de julho no Brasil. Nesse dia, lembre-se, com carinho daqueles que além de realizarem o seu trabalho, também transmitem em seus cuidados muito amor. A pediatria vai além da medicina!

A AmorSaúde é a rede de clínicas populares que mais cresce no Brasil, oferecendo diversas especialidades como cardiologia, oftalmologia, odontologia e ginecologia.

Se você gostou deste conteúdo e deseja investir mais na sua saúde, agende já sua consulta conosco!

Posts relacionados

Deixe um comentário