checkup para corredores checkup para corredores

Quais exames devem conter no check-up de quem pratica corrida?

6 minutos para ler

A corrida é uma das atividades físicas mais democráticas, podendo ser praticada por quase todo mundo. É só colocar um tênis, vestir roupas confortáveis e correr por aí. No entanto, como em qualquer prática esportiva, é preciso ter cuidado. Antes de aderir à modalidade, é fundamental fazer o check-up para corredores para verificar o estado geral de saúde e evitar qualquer problema.

Afinal de contas, mesmo com todos os benefícios à saúde, atividades físicas trazem riscos. No caso da corrida, é necessário atestar as condições físicas para a prática e, principalmente, como está o coração do corredor. Isso porque o organismo de cada pessoa reage de forma diferente aos estímulos da atividade.

Além disso, os exames ajudam a diagnosticar precocemente problemas cardiovasculares. Também é uma forma de prevenir lesões, sobretudo nas pessoas mais velhas.

A seguir, você confere um pouco mais sobre a importância do check-up para corredores. Continue lendo e veja quais exames não podem faltar na sua lista!

Qual é a importância de os corredores fazerem um check-up da saúde?

O check-up médico é uma consulta em que o profissional avalia as condições físicas do paciente, de acordo com o histórico e as necessidades de cada um. Nele são avaliados todos os fatores que podem motivar problemas de saúde ou que podem ser melhor aproveitados para uma vida mais saudável. Com o check-up, doenças são diagnosticadas ainda no início, favorecendo uma abordagem mais acertada e uma rápida recuperação.

Dessa forma, um check-up para corredores consiste em um conjunto de medidas voltadas a atender às necessidades específicas desses atletas, segundo as características da própria atividade. Ou seja, os exames visam conhecer o estado de saúde dessas pessoas para que pratiquem a corrida de maneira plena e com impactos positivos na qualidade de vida.

Assim, são feitos exames para verificar sinais e fatores de risco para problemas cardiovasculares, doenças metabólicas e problemas no sistema locomotor que poderiam ser motivados ou agravados pela corrida. Também se busca identificar o potencial de cada indivíduo, de modo a melhorar a sua performance. 

Quais exames devem conter no check-up de quem pratica corrida?

O check-up para corredores pode ser feito por um fisiologista, um especialista em medicina do esporte, um endocrinologista, um cardiologista ou qualquer outro médico dedicado a esse tipo de avaliação. A escolha do profissional deve considerar o histórico clínico do paciente e os objetivos com a prática esportiva.

De todo modo, logo na primeira consulta, o médico busca fazer uma entrevista para conhecer todos os aspectos da saúde do paciente, dos hábitos e da corrida em si. É investigado o histórico familiar e qualquer sintoma que já possa ser um indício de problema de saúde.

Em seguida, são feitos diversos exames clínicos e laboratoriais para avaliar o estado de saúde do paciente. Eles serão definidos de acordo com as respostas obtidas na entrevista e as necessidades de cada paciente. Por exemplo, caso exista um histórico familiar de doenças cardíacas, é importante dar um pouco mais de atenção a esse aspecto, por meio de exames detalhados.

A seguir, veja cada uma das etapas do check-up para corredores.

Análise de composição corporal

Depois da entrevista clínica, é hora de fazer uma série de análises de indicadores físicos, que ajudam a entender a composição corporal. Esses valores são usados como referência para a recomendação de uma dieta posteriormente e de outros cuidados. 

Assim, são analisados o peso, a quantidade de gordura corporal, o índice de massa muscular, entre outros números. Para tanto, são feitas medições simples e testes como a bioimpedância.

Teste de flexibilidade

Esse é um teste muito relevante para quem vai praticar corrida, pois verifica como pode ser o desempenho do paciente durante as passadas. Ou seja, está bastante ligado à qualidade da corrida, mas também à possibilidade de a pessoa desenvolver problemas motores no futuro. Conforme os resultados, o médico pode recomendar exercícios de musculação e de alongamento para aumentar a flexibilidade.

Teste de força

Da mesma forma, o teste de força busca entender qual é a força aplicada durante os movimentos. O objetivo é analisar a possibilidade de lesões, que podem ser minimizadas pela revisão dos movimentos e a inclusão de alguns exercícios nos treinos.

Avaliação cardiorrespiratória

Agora é a vez dos exames usados para avaliar a capacidade física, respiratória e cardíaca do corredor antes e durante a atividade física. Para isso, é feito um teste ergométrico, em que é analisado o limiar respiratório (limite da capacidade de respirar) e a frequência cardíaca na corrida.

Também são verificados a pressão arterial diante de um estresse físico alto e indicadores que visam diagnosticar qualquer problema cardíaco. Outros exames podem ser indicados, de acordo com o histórico e o estado de saúde do paciente:

  • eletrocardiograma;
  • ecocardiograma;
  • Holter 24h;
  • mapa 24h;
  • exame de sangue;
  • tilt test.

Avaliação nutricional

Se necessário, o médico pode encaminhar o paciente para um nutricionista que, depois dos testes físicos, indica uma dieta alimentar mais adequada para o estado de saúde e para dar suporte à corrida. O cardápio deve considerar não apenas as necessidades diárias do corredor, mas também os nutrientes importantes para melhorar a performance durante a atividade física.

Com que frequência esse check-up deve ser feito?

A frequência do check-up para corredores pode variar bastante de uma pessoa para outra. Depende do histórico de cada um, da presença ou não de doenças cardiovasculares na família e dos resultados dos testes clínicos e físicos realizados anteriormente. 

Para quem já tem um histórico familiar de alguma doença, o ideal é que o check-up seja feito todos os anos. Já as pessoas que tiveram resultados normais nos últimos exames podem fazê-lo novamente de acordo com os seus objetivos e a recomendação do próprio médico. Varia muito da rotina e do desempenho individual.

Além disso, é fundamental procurar um médico sempre que sentir algum desconforto na corrida, ou se perceber uma queda repentina no rendimento. Por exemplo, é bom ficar de olho caso o indivíduo perceba maior dificuldade para respirar, ou uma aceleração excessiva dos batimentos cardíacos.

O fato é que a corrida é uma ótima atividade física para quem quer ter uma rotina saudável e com bem-estar. Mais que uma medida preventiva, o check-up para corredores é uma garantia de uma prática correta e adequada às possibilidades de cada pessoa. Portanto, procure o seu médico antes de começar a correr por aí!

Conseguimos tirar suas dúvidas sobre o check-up para corredores? Deseja consultar um médico para fazer o seu? Então, agende uma consulta com um de nossos especialistas agora mesmo!

Posts relacionados

Deixe um comentário