qualidade de vida qualidade de vida

Descubra os 7 passos para uma melhor qualidade de vida!

6 minutos para ler

Ter muito dinheiro, reconhecimento e prestígio social, há muito tempo, deixou de ser prioridade para a maioria das pessoas. Atualmente, a qualidade de vida é o fator mais relevante para que se considerem felizes e plenas. No entanto, isso está bastante ligado ao equilíbrio entre as expectativas de cada um, sendo um conceito bem subjetivo.

Para se ter uma ideia dessa subjetividade, a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) define qualidade de vida como uma percepção que cada pessoa tem de sua vivência, de acordo com seus objetivos. Tudo isso, conforme sua inserção em um contexto cultural. Ou seja, o conceito apresenta significados diferentes, segundo o que traz bem-estar para cada um.

De qualquer forma, é possível destacar alguns fatores comuns a qualquer pessoa, como cuidar da saúde física e espiritual, além dos cuidados essenciais para a obtenção de um sentimento de satisfação. Assim, neste post, damos 7 dicas de como ter mais qualidade de vida. Confira!

1. Tenha atenção à alimentação

qualidade de vida

O primeiro passo para uma maior qualidade de vida é adotar uma alimentação saudável. Afinal, os alimentos que ingerimos impactam diretamente a nossa saúde, prevenindo doenças como a obesidade, o diabetes e a hipertensão arterial. Por isso, é fundamental consumir boas quantidades de legumes, verduras, frutas e carnes magras.

Isso não quer dizer que é preciso adotar restrições severas. Dá para comer com prazer, principalmente porque a nossa alimentação influencia diretamente o nosso humor e o bem-estar geral. O mais importante é obter a quantidade necessária de nutrientes para a manutenção de uma boa saúde.

2. Pratique exercícios físicos

Fazer atividade física regularmente também ajuda a evitar diversas doenças, como a obesidade e os problemas cardiovasculares. Além disso, durante os exercícios físicos, o organismo libera diversas substâncias que aumentam o bem-estar, combatendo problemas como a depressão e a ansiedade.

Dessa forma, o ideal é manter uma rotina de atividades como caminhar, nadar e correr, de três a cinco vezes por semana. Os esportes coletivos, como o futebol e o vólei, são ótimas opções, pois favorecem o convívio social, trazendo ainda mais qualidade de vida para os praticantes.

É importante apenas ter o cuidado para não praticar atividades esporadicamente, como no caso de muitos homens que têm a pelada de fim de semana. Nessa situação, a falta de regularidade pode ser até prejudicial à saúde do homem.

3. Tenha horas de lazer

A rotina agitada e cheia de responsabilidades é uma das principais causas de problemas psicológicos, como a Síndrome de Burnout. Ela se caracteriza pelo esgotamento físico e mental.

O resultado é que o indivíduo se sente cada vez mais cansado e improdutivo, gerando uma maior insatisfação com a própria vida. A saúde da mulher, por exemplo, pode ser bastante comprometida pela jornada dupla ou tripla.

Por isso é tão importante dedicar alguns momentos da semana para o lazer, independentemente das preferências de cada um. Ou seja, não importa se você tem um hobby, gosta de sair com os amigos ou assistir filmes e séries na televisão: basta escolher uma atividade que dê prazer para se sentir bem melhor.

4. Invista em bem-estar

Do mesmo modo, é fundamental investir em bem-estar. O problema é que muitas pessoas sequer sabem como fazer isso, por ter um dia a dia tão atribulado ou por acreditar que é preciso muito para se sentirem bem.

Mas basta olhar ao redor e perceber que pequenas mudanças podem trazer mais qualidade de vida. Pode ser desde trocar o travesseiro para um mais confortável até parar alguns minutos para meditar e relaxar. Vale investir em qualquer iniciativa que traga mais bem-estar e deixe a sua rotina mais prazerosa.

5. Mantenha seus exames médicos em dia

Mais uma vez, ressaltamos o quanto é fundamental estar com a saúde em dia para ter qualidade de vida.Nem sempre adianta tentar resolver os problemas depois que eles já se instalaram. O melhor é focar a prevenção, adotando hábitos saudáveis e monitorando todos os aspectos da saúde da família.

Para tanto, é imprescindível fazer um check-up médico anualmente, com os principais exames clínicos e laboratoriais. Afinal, eles são necessários para diagnosticar precocemente qualquer doença, aumentando as chances de recuperação a partir de um tratamento adequado.

Para tanto, você pode procurar uma clínica que ofereça um atendimento médico acessível e de qualidade.

6. Durma bem

Dormir é fundamental para o organismo descansar e se recuperar para fazer as atividades do dia seguinte. Também é importante para o bom funcionamento do metabolismo, evitando o surgimento de inúmeras doenças. No entanto, é necessário ter um sono de qualidade.

O ideal é dormir entre seis a oito horas por dia, todas as noites. Ou seja, não dá para dormir mal e tentar recuperar o sono perdido na noite seguinte. Assim, mantenha um ambiente tranquilo, desligue os aparelhos eletrônicos com pelo menos uma hora de antecedência e procure relaxar a mente antes de se deitar.

7. Observe sua saúde mental

É comum que as pessoas se preocupem bastante com a saúde física mas, muitas vezes, se esqueçam da saúde mental. No entanto, a nossa mente é a responsável por processar todas as nossas experiências e entender como devemos lidar com as diferentes situações, inclusive, aumentando a concentração e a motivação para superarmos dificuldades.

Por sinal, ter qualidade de vida não significa que não possam surgir problemas, pois eles são normais na vivência de qualquer pessoa. A diferença é que uma mente sadia é capaz de superar as adversidades mais facilmente, tendo mais clareza e inteligência emocional para isso.

Além disso, os problemas mentais, como a depressão e a ansiedade, não devem ser vistos como sinal de fraqueza ou frescura. Eles precisam ser tratados com seriedade, respeitando os limites de cada um. Desse modo, é necessário procurar um médico para fazer o tratamento adequado, da mesma forma que uma doença física.

O fato é que qualidade de vida não é um ideal inalcançável. Pelo contrário, deve ser entendida como um exercício diário de busca por saúde, bem-estar e satisfação pessoal. Portanto, procure conhecer suas necessidades e quais os fatores que podem tornar você mais feliz e pleno.

Gostou de saber como ter mais qualidade de vida? Quer conferir mais dicas de saúde e bem-estar? Então, siga-nos no Facebook, no Youtube e no Instagram e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

Posts relacionados

Deixe uma resposta