pressão baixa pressão baixa

Sua pressão está baixa? Entenda o que pode estar acontecendo com seu organismo

7 minutos para ler

A pressão arterial é resultado da força que o sangue exerce para conseguir circular pelo corpo. Para os médicos, o ideal é que ela seja em torno de 12 por 8. A pressão baixa, também conhecida como hipotensão, é quando ela está abaixo de 9 por 6.

O que pode ser considerado pressão baixa para umas pessoas, pode não ser para outras. Os sintomas, muitas vezes, sequer são sentidos na maioria dos adultos saudáveis. Mas algumas pessoas podem apresentar fraquezas, sensação de tontura e vista escura. Em casos mais graves, a hipotensão pode ser fatal.

As causas variam desde gravidez, desidratação até questões mais graves, como problemas do coração. Em algumas situações, a pressão baixa é normal. Porém, se cair subitamente ou apresentar sintomas constantemente, como desmaios e vertigens, a hipotensão pode ser considerada um problema de saúde.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia este post até o fim e descubra as principais causas e os sintomas mais comuns da hipotensão. Confira!

Principais sinais da pressão baixa

Pessoas que se exercitam regularmente tendem a ter a pressão arterial mais baixa que as pessoas sedentárias. Nesses casos, a hipotensão é considerada normal. Porém, a partir do momento que sintomas recorrentes começam a aparecer, é sinal de que há algum problema.

Cada pessoa pode apresentar um sinal diferente. Por isso, é importante fazer check-up para descobrir as reais causas da pressão baixa. Entre os mais comuns estão:

  • tontura, desmaios e vertigem;
  • náuseas e vômitos;
  • batimento cardíaco irregular ou rápido;
  • sede maior que o normal;
  • sensação de fraqueza;
  • visão embaçada;
  • cansaço excessivo;
  • confusão mental;
  • respiração ofegante;
  • suor frio;
  • febre.

Normalmente, a pressão baixa não é causada por problemas de saúde e não leva risco para as pessoas. Mas quando vem acompanhada de vertigens, desmaios e sensação de cansaço excessivo, pode indicar um agravo, como infecção e desidratação. Por isso, é importante prestar atenção e, caso apresente qualquer sintoma, um médico deverá ser consultado imediatamente.

 

Causas da hipotensão arterial

pressão baixa

A hipotensão arterial pode acontecer por vários motivos. Vamos apresentar os mais comuns.

Desidratação

Quando o corpo perde mais água do que a quantidade que foi ingerida, temos um quadro de desidratação. Nesses casos, os vasos sanguíneos apresentam menos sangue nas paredes arteriais, levando à pressão baixa e causando sintomas como fraqueza, cansaço e sensação de desmaio.

O uso de diurético, atividades físicas excessivas, perda de muito sangue devido a lesão ou ferimentos, além de infecções graves na corrente sanguínea podem levar ao quadro de desidratação. Ela é muito frequente no verão e acomete, principalmente, crianças e idosos.

Em algumas situações, a reidratação pode ser feita com ingestão de soro caseiro. Porém, em casos mais graves da doença, é preciso procurar atendimento médico para receber soro diretamente na veia.

Gravidez

Como o sistema circulatório se expande muito rápido no período da gravidez, é normal que a pressão caia um pouco. Na maioria dos casos, a pressão volta ao normal depois do parto.

Deficiência de ácido fólico e vitamina B12

A vitamina B12 e o ácido fólico são fundamentais para a formação de células vermelhas no sangue e a falta dessas vitaminas no organismo pode gerar anemia. Nesses casos, a pressão pode cair e sintomas como palidez, formigamento em mãos e pés e perda de sensibilidade ao toque podem aparecer.

É muito importante consultar um médico ao desconfiar do quadro de anemia. É ele quem vai identificar a causa do problema e indicar o tratamento adequado, como o uso de suplementação vitamínica.

Hipoglicemia

Disfunções endócrinas, como insuficiência adrenal, tireoide, paratireoide e alguns casos de diabetes, podem causar a hipotensão arterial. A baixa taxa de açúcar no sangue, ou seja, a hipoglicemia, também pode gerar a queda de pressão.

Problemas no coração

A redução da quantidade de sangue circulando no corpo, gerada por alguns problemas cardiovasculares, também pode causar a diminuição da pressão arterial. Entre as doenças mais comuns estão: arritmia, insuficiência cardíaca e alterações nas válvulas do coração.

Nesses casos, outros sintomas, aliados à queda de pressão, podem surgir, como falta de ar, desconforto no peito, sensação de cansaço excessivo e suor frio. Caso exista histórico familiar de problemas cardíacos, é preciso consultar o cardiologista para diagnóstico correto e tratamento adequado.

Hemorragia interna

A hemorragia interna é quando acontece sangramento dentro no corpo. Essa perda excessiva esvazia os vasos sanguíneos e causa a pressão baixa.

Alguns sinais de hemorragia interna são dores de cabeça constantes, fraqueza, dificuldade de respirar e tonteiras. Ao sinal de qualquer sintoma de sangramento interno, é preciso procurar atendimento médico imediatamente.

Infecção grave

Em casos mais raros, a queda de pressão pode acontecer por causa de alguma infecção no organismo, chamada de choque séptico ou sepse. Quando as bactérias se espalham pelo corpo, liberando toxinas, os vasos sanguíneos são diretamente afetados, causando diminuição da pressão arterial.

Sintomas como tontura, fraqueza e desmaio são comuns em casos de infecção. Nessas situações, consultar um médico também é fundamental.

Identificação da pressão baixa

A pressão baixa pode ser identificada por meio de exames de rotina e avaliações feitas para acompanhamento de atividades físicas. Alguns testes ajudam no diagnóstico — entre eles, os de sangue — pois são responsáveis por oferecer informações sobre a saúde do paciente de uma forma mais ampla.

São capazes de mostrar a taxa de açúcar circulando no organismo e a quantidade de glóbulos brancos existentes, fatores que levam à alteração da pressão. Exames específicos do coração, como eletrocardiograma e ecocardiograma, também ajudam a diagnosticar o problema.

Além disso, os testes físicos de estresse, como bicicleta e esteira, conseguem analisar a saúde coronária e, consequentemente, fatores que podem levar à queda da pressão.

A hipotensão pode ocorrer em qualquer pessoa, mas alguns fatores aumentam o risco, como idade, uso de medicações (diuréticos e alguns tipos de antidepressivos) e doenças, como Parkinson e diabetes.

Quando procurar um médico

Em muitos casos, a pressão baixa não é grave, mas ao sinal de qualquer alteração na saúde, é imprescindível que o paciente procure ajuda médica. Os clínicos gerais ou cardiologistas são responsáveis por determinar medicamentos e tratamentos mais adequados, além de orientar sobre hábitos de vida que possam estabilizar a pressão arterial.

Como vimos, a pressão baixa pode ser comum, mas é fundamental observar o corpo e ficar atento a determinados sintomas, como tonturas e desmaios, que podem ser sinal de problemas mais graves. Portanto, no caso de qualquer alteração, observe, anote a frequência dos sintomas e procure um especialista. Dessa forma, você terá um diagnóstico preciso e receberá o tratamento mais adequado.

Gostou do artigo? Entre em contato com o AmorSaúde e descubra formas de melhorar ainda mais sua qualidade de vida!

Posts relacionados

Deixe um comentário