problemas na língua problemas na língua

5 problemas na língua mais comuns e como um dentista pode ajudar

7 minutos para ler

A boca é responsável por desempenhar funções importantes que impactam em todo o organismo. Esse órgão está sempre em contato com o meio ambiente, servindo de porta de entrada para bactérias e microrganismos que prejudicam a saúde. Assim, problemas na língua podem causar diversas doenças.

Manter a saúde bucal é fundamental para evitar problemas, como afta e até câncer. Além de doenças específicas da língua, o músculo também pode dar sinais de anemias, diabetes e gastrites. Para identificar sinais estranhos, é preciso ficar atento à textura e aparência da língua.

Quer saber mais sobre este assunto? Preparamos um conteúdo para mostrar a importância de entender esses possíveis problemas e como identificá-los. Confira!

A importância de entender sobre os problemas na língua

A língua é um órgão importante do corpo humano e é responsável pela fala, deglutição de alimentos e líquidos. Ela nos ajuda a sentir o sabor da comida e, assim como outros órgãos, esse músculo também está sujeito a alterações que podem levar ao surgimento de diversas doenças.

É importante ficar atento a qualquer alteração nela, a fim de verificar se há algo de errado com a sua saúde. Algumas doenças nessa região podem ser identificadas conforme a mudança de coloração, mas, além disso, alterações na textura, como a presença de bolhas, feridas, placas esbranquiçadas ou caroços, podem ser indicativo de que algo está errado.

Coloração rósea

A língua saudável apresenta coloração rosa-claro em toda a sua superfície. Nesses casos, a aparência é homogênea em todo o músculo e não apresenta nenhum tipo de placa, sejam elas brancas ou marrons.

Coloração vermelha

Quando a língua apresenta pontos vermelhos, isso pode ser indicativo de alguma infecção, como escarlatina, síndromes febris ou deficiências nutricionais, como anemias, relacionadas à má absorção alimentar ou a baixa ingestão alimentar.

Coloração violeta ou azulada

Isso pode sinalizar doenças que alteram o fluxo de oxigenação no sangue, como problemas cardíacos congênitos, pulmonares e hematológicos. Outras situações possíveis são a exposição à fumaça de incêndio, inseticidas e gás cianeto.

Aspecto pálido

Quando a língua apresenta palidez, pode ser que o paciente esteja com quadro anêmico por carência de ferro, má alimentação ou, ainda, pode ser resultado de cirurgias bariátricas.

Pessoas com doenças crônicas — como insuficiência renal, lúpus ou anemia falciforme — também apresentam palidez na língua. Além disso, mulheres que têm miomas uterinos com sangramento excessivo podem ter um aspecto pálido na língua.

Esbranquiçada

Língua esbranquiçada, também conhecida como língua saburrosa, pode ser sinal de que a higiene bucal não está sendo feita de forma correta. A saburra é uma massa composta de bactérias, muco de saliva e restos de alimentos que podem provocar halitose. Além disso, esse quadro pode ser sintoma de sapinho.

Coloração amarelada

Se a língua e a parte branca do olho estiverem amareladas, pode ser sinal de icterícia, consequência de doenças do fígado e vias biliares, como hepatites e pedras na vesícula.

Manchas amarronzadas

A ingestão de cafeína ou chás em excesso e o tabagismo, aliados à má higienização, podem levar ao aparecimento de manchas amarronzadas na língua. Mas se essas manchas se apresentarem muito escuras e estiverem presentes também na gengiva, isso pode ser sintoma de doenças mais graves, como polipose intestinal familiar ou insuficiência adrenal.

Principais problemas na língua

problemas na língua

Como vimos, a língua pode nos sinalizar que algo não está de acordo com nosso organismo. Mudanças de cor e alteração na aparência podem acometer esse órgão e afetar as sensações de paladar e a digestão de alimentos. Veja os principais problemas na língua.

1. Língua pilosa

A língua pilosa se dá quando acontece o acúmulo de queratina nas papilas, deixando a parte de cima do músculo com tom escuro, preto ou castanho, como se ela tivesse pelos. Isso pode acontecer por diferentes fatores, como uso de cigarros, má higienização bucal ou por infecções fúngicas, ou bacterianas.

Em alguns casos, a língua pilosa pode provocar outros sintomas, como náuseas, mau hálito e gosto metálico na boca. A visita ao dentista é fundamental e o tratamento mais indicado é feito com uso de antibióticos ou antifúngicos.

2. Afta

As aftas, conhecidas também como estomatite, são uma inflamação na mucosa da boca que atinge a língua. Elas se apresentam como lesões avermelhadas, com a parte de meio amarelada, causam dor ao ingerir alimentos e podem levar a inchaços.

Alimentos muito ácidos, reações alérgicas, uso de antibióticos, redução da imunidade, baixo nível de vitamina B e C e infecções causadas por vírus, como herpes, podem provocar o aparecimento das aftas.

Como as aftas podem estar associadas a outras doenças, um dentista deve ser consultado para indicar o melhor tratamento. Em alguns casos, é recomendado o uso de laser e cauterização química que promovem o alívio imediato da dor e da irritação.

3. Macroglossia

A macroglossia se dá com o aumento das dimensões da língua, gerando dificuldade na mastigação, fala e respiração. Além disso, o constante contato dos dentes com a língua pode causar lacerações. O tipo de tratamento indicado dependerá da gravidade do caso. Em situações mais graves da doença, é indicado o uso de aparelhos ortodônticos e até intervenções cirúrgicas.

4. Sapinho

Conhecido também como candidíase oral, o sapinho é uma infecção causada por fungos e se caracteriza pelo aparecimento de placas esbranquiçadas na língua e na boca, ardência, vermelhidão e sabor desagradável. Fumo, hábitos inadequados de higiene e uso de certos medicamentos podem causar o sapinho. O tratamento é feito com medicações antifúngicas.

5. Câncer bucal 

O câncer bucal é mais comum que muita gente pensa, e visitar o dentista com regularidade é uma forma de prevenir a doença. Esse é um tipo de tumor que aparece na região da mucosa oral. É mais comum aparecer em homens acima dos 50 anos e fumantes.

Caroços, dormência na língua, rouquidão, dificuldade para engolir e ínguas no pescoço são sintomas dessa doença. O dentista deve ser consultado assim que houver o surgimento desses sinais, e o tratamento pode ser uma cirurgia para a retirada do tumor, além de quimioterapia e radioterapia.

Buscando ajuda de um dentista

Procure ajuda de um dentista caso apresente qualquer mudança significativa na textura, cor da língua, dor ou desconforto na região que não desaparecem espontaneamente ou em poucos dias. Além disso, sintomas como febre, sangramento na boca, inchaço e dificuldade para respirar também indicam que um médico deve ser consultado imediatamente.

Portanto, problemas na língua podem indicar desde doenças simples até questões mais sérias, como câncer bucal. Para evitar o surgimento de qualquer doença, procure realizar a higienização adequada da boca e evitar maus hábitos, como o tabagismo. Além disso, visitar um dentista com regularidade é fundamental para manter a sua saúde bucal em dia.

Gostou do post? Siga o Facebook do AmorSaúde e fique por dentro de todas as novidades!

Pré-visualizar em nova aba

Posts relacionados

Deixe um comentário