Instrumentos utilizados na área da otorrinolaringologia. Instrumentos utilizados na área da otorrinolaringologia.

Otorrinolaringologia: o que é e do que trata?

6 minutos para ler

Uma das atuações médicas mais populares é a otorrinolaringologia, que auxilia no tratamento de enfermidades que acometem áreas auditivas e respiratórias. Mas, você sabe quais tipos de tratamentos os profissionais da saúde que trabalham nessa área podem indicar?

Saiba mais sobre essa e outras informações na leitura deste artigo:

O que é otorrinolaringologia?

Otorrinolaringologia é uma combinação das palavras “otologia”, que significa estudo do ouvido, “rinologia”, que se refere ao estudo do nariz” e “laringologia”, que é o estudo da laringe.

Em um breve resumo, a otorrinolaringologia refere-se a uma especialidade que foca em diagnosticar o tratamento de enfermidades do nariz, ouvidos, seios da face e garganta, além de algumas doenças que acometem a cabeça e o pescoço.

Além de ser muito abrangente, trata de funções que realizam 3 sentidos no corpo: paladar, olfato e audição.

Que sintomas podem ser investigados pela otorrinolaringologia?

Existem diversos sintomas que podem ser investigados por um otorrinolaringologista, mas os mais comuns são:

  • Dores no ouvido;
  • Roncos excessivos;
  • Sintomas de labirintite;
  • Dificuldades de audição;
  • Problemas de desequilíbrio;
  • Dores frequentes na garganta;
  • Dificuldade de respirar pelo nariz.

Quando devo procurar um otorrinolaringologista?

Quando os sintomas citados acima estiverem presentes, além de outros sinais como:

  • tosses.;
  • tontura;
  • obstrução nasal;
  • sangramento nasal;
  • alergias respiratórias;
  • sangramento no ouvido;
  • dificuldade auditiva/surdez;
  • visão embaçada ou escurecida.

Em quais especialidades um otorrinolaringologista pode atuar?

  • rinologia;
  • oncologia;
  • laringologia;
  • ­­­imunoterapia;
  • cirurgia plástica;
  • otologia e neurologia;
  • pediatria da otorrinolaringologia.

Um profissional da otorrinolaringologia observando ouvido de um paciente em consultório.

Quais doenças são tratadas na otorrinolaringologia?

Existem diversas doenças que podem ser tratadas por um profissional da otorrinolaringologia. Algumas delas são:

  • Otite média:

A otite média é uma inflamação que acomete o ouvido médio, e pode ser de origem bacteriana ou viram. Em seus sintomas mais comuns estão o acúmulo de líquido no ouvido, dores e, algumas vezes, pode até causar perda auditiva temporária.

  • Sinusite:

Em um breve resumo, a sinusite pode ser definida como uma inflamação nas cavidades do crânio ligadas ao nariz, as chamadas seios paranasais. Sintomas comuns da sinusite são dores de cabeça, secreção e obstrução nasal e pressão na face.

  • Amigdalite:

Inflamação das amígdalas, que são órgãos linfoides localizados na parte de trás da garganta. A amigdalite pode causar dor nessa região, dificuldade para engolir, febre e inchaço das amígdalas.

  • Apneia do sono:

Na apneia do sono, o paciente possui falhas para respirar devido ao fechamento das vias respiratórias, causando roncos, sonolência matinal e outros problemas de saúde, caso não for devidamente tratada.

  • Vertigem:

A vertigem pode ser definida pela presença de tontura e/ou desequilíbrio, frequentemente causada por anomalias do labirinto localizado no ouvido interno.

Outras doenças que podem ser tratadas por esse especialista:

  • rinites;
  • surdez;
  • faringite;
  • labirintite;
  • polipose nasal;
  • paralisia facial;
  • desvio do septo nasal;
  • perfuração do tímpano;
  • distúrbios de deglutição;
  • alterações das cordas vocais.

Quais exames podem ser solicitados por um profissional da otorrinolaringologia?

  • Audiometria:

Exame que testa a capacidade e incapacidade da captação de audição.

  • Timpanometria:

Exame que testa e observa o funcionamento dos tímpanos, além de avaliar a pressão interna do ouvido.

  • Laringoscopia:

Visualiza a faringe e as cordas vocálicas através de uma fibra ótica com câmera acoplada.

  • Nasofibroscopia:

Um endoscópio flexível é introduzido nas narinas para avaliar a nasofaringe e áreas próximas.

  • BERA ou ABR: 

BERA (Audiometria de Tronco Encefálico) ou ABR (Resposta Auditiva do Tronco Encefálico) é um exame que visa avaliar o grau de audição e as respostas neurológicas ocasionadas pela emissão do som.

Uma médica otorrinolaringologista avaliando ouvido de uma paciente em consultório.

Os tratamentos indicados por um otorrinolaringologista:

Na área da otorrinolaringologia, podem ser solicitados alguns tratamentos para auxiliar na qualidade de vida do paciente. São alguns deles:

  • Administração de medicamentos;
  • Sessões de fonoaudiologia;
  • Cirurgias, como septoplastia e amigdalectomia.

Existem procedimentos cirúrgicos que podem ser realizados por robôs, uma inovação da tecnologia que inclusive auxilia no tempo de recuperação do paciente. O robô responsável por esse procedimento é chamado de Da Vinci, e é controlado por um profissional que pode estar à longa distância do local de realização da cirurgia.

Quais cirurgias podem ser solicitadas por um profissional da otorrinolaringologia?

Uma vez que existem diversos tipos de cirurgias indicadas por um otorrinolaringologista, abaixo estão algumas delas e como são realizadas:

  • Cirurgias de ouvido: 

Timpanoplastia: reparação cirúrgica em caso de perfuração do tímpano;

– Mastoidectomia: são removidas as células inflamadas ou infectadas ao redor ou no osso temporal, que se localiza nas laterais e na base do crânio;

Implante coclear: implanta-se um dispositivo eletrônico que auxilia na audição de pessoas com perca de audição profunda.

  • Cirurgias do nariz: 

Septoplastia: é a famosa correção do desvio do septo, que visa melhorar a respiração;

– Sinusectomia: são removidas as obstruções presentes nos seios paranasais, cavidades que auxiliam na filtração do ar que respiramos;

– Rinoplastia: procedimento estético que visa mudar o formato ou tamanho do nariz, buscando sempre atender os desejos do paciente.

  • Cirurgias da garganta: 

– Amigdalectomia: quando as amígdalas perdem a sua função de proteção, indica-se a remoção das mesmas;

– Adenoidectomia: remoção cirúrgica das adenoides ou “carne esponjosa”, em prol de uma melhor respiração;

– Uvulopalatofaringoplastia (UPFP): o excesso de tecido localizado na garganta é removido para tratar a apneia do sono.

  • Outras cirurgias:

– Tireoidectomia: remoção da glândula tireoide, seja em parte ou por completo;

– Parotidectomia: remove tumores benignos ou malignos presentes nas glândulas salivares.

A AmorSaúde é a rede de clínicas populares que mais cresce no Brasil, oferecendo diversas especialidades como cardiologia, oftalmologia, odontologia e ginecologia.

Se você gostou deste conteúdo e deseja investir mais na sua saúde, agende já sua consulta conosco!

 

Posts relacionados

Deixe um comentário