banner_blog_abril
Dois ortopedistas realizando cuidados médicos em paciente. /o que é ortopedia Dois ortopedistas realizando cuidados médicos em paciente. /o que é ortopedia

O que é ortopedia e qual a função do ortopedista?

6 minutos para ler

A especialidade médica que trata das doenças e lesões que acometem o sistema locomotor é chamada de ortopedia. Mas, quais são os membros e possíveis doenças que esse profissional pode tratar?

Continue a leitura do artigo para saber mais sobre essa e outras informações:

O que é ortopedia

A ortopedia é uma doença que cuida das doenças, lesões e outras anormalidades que acometem o sistema locomotor que prejudicam os ossos, ligamentos, articulações e etc.

A palavra ortopedia é de origem grega, formada por “Orthos”, que significa reto, alinhado e “Paidion”, que significa criança. Você deve estar se perguntando “por que criança?”, não é mesmo?!

Acontece que, quando a ortopedia nasceu, os cuidados eram dedicados às deficiências físicas que acometiam as crianças. A ortopedia também apresenta algumas subespecialidades, uma vez que algumas áreas do corpo possuem características muito específicas e demandam cuidados especiais.

O que é ortopedista?

O ortopedista é um profissional graduado em medicina, que escolheu a ortopedia como sua especialização.

Embora esses profissionais devam estudar, diagnosticar e tratar de doenças relacionadas ao sistema locomotor, devem sempre estar atentos sobre as inovações da medicina e manter conhecimentos das áreas vasculares e neurológicas, devido à existência de doenças ligadas à essas regiões que podem causar problemas locomotores, como por exemplo a paralisia infantil.

Um ortopedista também pode realizar cirurgias, mesmo sem a formação da cirurgia geral, você sabia? Além disso, esse profissional pode atuar em clínicas, consultórios, hospitais e unidades de saúde públicas ou privadas.

Podem, também, ser autônomos, com seu próprio consultório ou clínica, e fazer parte de equipes médicas em clubes e associações esportivas. Esse profissional pode cuidar de qualquer faixa etária, e até escolher uma subespecialidade para tratar de doenças mais específicas.

Um ortopedista, em seu consultório, avaliando diagnóstico de exame em um paciente.

O que é ortopedia esportiva?

A ortopedia esportiva é uma subespecialidade que realiza cuidados com pacientes praticantes de alguma modalidade esportiva, como forma de auxiliar na prevenção de lesões e outras anomalias na saúde ortopédica.

Esse profissional também trata de lesões esportivas, no músculo e no ligamento. Para ser um médico ortopedista esportivo, é muito importante conhecer a fisiologia do esporte, para compreender o metabolismo, rendimento e recuperação muscular do atleta após a prática das atividades.

Ortopedista e traumatologista o que faz diferença na atuação desses profissionais

A ortopedia diagnostica, trata e realiza a prevenção de patologias que se relacionam ao aparelho locomotor.

Por outro lado, a especialidade médica da traumatologia é considerada uma ramificação da ortopedia, em que os profissionais realizam cuidados de traumas que acometem o aparelho musculoesquelético, como fraturas, luxações e outros ferimentos emergentes.

Principais doenças tratadas pela ortopedia

A ortopedia cuida de doenças mais simples até mais agravantes relacionadas ao sistema locomotor. Existem diversas patologias que podem ser tratadas por esse profissional. As mais comuns são:

  • Artrose

A artrose é uma doença crônica que causa enfraquecimento e degeneração da articulação, provocando inchaço, dor e rigidez nas juntas, além da dificuldade de realizar movimentos.

Apesar de não apresentar cura, o ortopedista pode receitar medicamentos que auxiliam no alívio da dor e da inflamação, além de fisioterapia e exercícios de estimulação, sendo extremamente importantes para deixar o progresso da doença mais lento.

  • Dores articulares (artralgia)

A artralgia costuma ser provocada por outras doenças como osteoartrite, gota, artrite, etc., e o seu principal sintoma é a dor nas articulações.

  • Lombalgia

A lombalgia é a dor lombar provocada por tensão muscular ou entorse. Entre suas causas principais estão a má postura, sedentarismo, fraturas, artrite e etc. Geralmente a dor some em torno de 2 a 4 semanas, por analgésicos e fisioterapia. Caso contrário, pode ser necessária a realização de cirurgia.

  • Lesão nos ligamentos

Essas lesões são ligadas às atividades esportivas como corridas, salto, futebol e etc. Elas podem ser de 1º grau – causando entorse de ligamento, 2º grau – causando entorse com instabilidade e 3º grau – provocando rompimento do ligamento.

  • Dores musculares (mialgia)

A mialgia é provocada principalmente pela realização das atividades físicas, especialmente quando estão sendo realizadas pela primeira vez. Porém, sentar ou deitar por longos períodos, distensões e torções também podem provocar essa dor.

  • Tendinite

A tendinite é uma inflamação dos tendões, que ligam o músculo e o osso, e é um dos problemas mais comuns tratados pela ortopedia, podendo ocorrer em qualquer faixa etária e parte do corpo.

Essa doença acomete principalmente os ombros, joelhos, cotovelos, pés, mãos, braços, quadril e tornozelos, e os seus sintomas mais comuns são dores locais, vermelhidão e dificuldade para realizar movimentos.

  • Problemas ortopédicos em crianças e idosos

Crianças e idosos possuem altas propensões em serem acometidos por deformidades ósseas e fraturas, sendo que nos idosos as principais são a artrose e osteoporose.

Uma ortopedista dando orientações à uma paciente com braço quebrado em seu consultório.

Quando procurar um ortopedista?

Não espere que a situação se torne emergente para procurar um ortopedista, pois pode agravar a situação de sua saúde e lesão. Ao perceber os sinais a seguir, busque orientação desse profissional:

  • Dores nas costas frequentemente;
  • Formigamentos nos membros;
  • Rigidez nas juntas, em especial pela manhã;
  • Sensação de calor nas articulações;
  • Exaustão;
  • Articulações inchadas;
  • Dificuldades e desconforto ao se locomover.

Principais exames solicitados na ortopedia

Existem alguns exames que podem ser solicitados por um ortopedista para diagnóstico mais específico. São eles:

  • Radiografias

Popularmente conhecido como raio-X, esse exame serve para observação da estrutura óssea e detecção de fraturas, deslocamentos e desgaste nas articulações.

  • Ressonância magnética

Emite imagens através de campo magnético, e podem diagnosticar anormalidades presentes no “tecido mole”, como a ruptura de ligamentos e tendões, danos nas cartilagens, hérnias de disco e tumores nos ossos.

  • Ultrassonografia

Emite imagens em tempo real dos tendões, músculos, ligamentos e articulações, sendo importante para diagnosticar lesões como a tendinite.

Quais tratamentos podem ser indicados por um ortopedista?

O ortopedista pode indicar a administração de fármacos e práticas de recuperação física, de acordo com as necessidades do paciente. Por exemplo, a fisioterapia ortopédica e a prática de exercícios físicos podem ser solicitadas, desde que não prejudiquem a saúde motora do paciente.

A AmorSaúde é a rede de clínicas populares que mais cresce no Brasil, oferecendo diversas especialidades como cardiologia, oftalmologia, odontologia e ginecologia.

Se você gostou deste conteúdo e deseja investir mais na sua saúde, agende já sua consulta conosco!

Posts relacionados

Deixe um comentário