Alimentação no inverno: 6 dicas para comer bem e saudável

6 minutos para ler

Quando chega o inverno, você começa a ter vontade de comer coisas gordurosas todos os dias? Caso a resposta seja positiva, saiba que isso é comum, já que, durante esse período, muita gente passa a se alimentar de comidas calóricas com mais frequência.

Isso acontece porque, quando está frio, o corpo gasta mais energia para ficar aquecido e, para suprir essa necessidade, o organismo estimula um consumo maior de calorias. A partir daí, começa aquela rotina que você pode já ter vivido: um doce aqui, uma fritura ali e, quando percebe, a alimentação saudável e balanceada não está sendo seguida.

No entanto, é importante ter bastante atenção para não cometer exageros e negligenciar a alimentação adequada. Para manter ou criar o hábito de se alimentar saudavelmente, é necessário comer bem em todas as estações do ano. Como no inverno isso pode ser mais complicado, separamos aqui 6 dicas que podem ajudar durante esse período. Confira!

1. Consuma gorduras boas nas pequenas refeições

Fazer apenas as refeições principais — café da manhã, almoço e jantar — e deixar de comer em outros momentos ao longo do dia não é um hábito recomendado. Por isso, lembre-se de fazer também as pequenas refeições, em especial com gorduras boas.

Aderir a esse hábito ajuda a comer em quantidades menores nos horários de almoço e jantar, mantendo a saciedade por mais tempo. Para isso, as principais gorduras boas que devem ser ingeridas são:

  • nozes;
  • castanha-do-pará;
  • castanha-de-caju;
  • amêndoas;
  • avelã.

Além de saciar a necessidade de gordura, esses alimentos ajudam a prevenir doenças, como câncer e problemas cardiovasculares.

Outros exemplos de gorduras boas são o abacate e o óleo de coco. E, quando der vontade de comer um chocolate, opte pelo amargo — caso queira a bebida quente, escolha o cacau em vez do achocolatado.

2. Aproveite as frutas da estação

Como se sabe, o inverno é um período em que doenças como gripes e resfriados começam a aparecer com frequência. Nesse contexto, reforçar a imunidade ajuda a combatê-los e manter a saúde intacta ao longo desses meses.

Para isso, um hábito que se torna um importante aliado na manutenção de uma boa alimentação no inverno é o consumo de frutas frescas, principalmente as que são da estação e têm a vitamina C, como:

  • caqui;
  • maracujá;
  • tangerina;
  • carambola;
  • maçã;
  • morango;
  • laranja;
  • uva.

3. Refogue legumes e verduras

No inverno, muitas pessoas perdem a vontade de comer legumes e verduras, que são alimentos bastante consumidos no verão. No entanto, essa não é uma atitude recomendada, já que esses itens são repletos de nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, como proteínas e carboidratos.

Por isso, recomenda-se refogar esses alimentos para que se tornem mais palatáveis. Assim, é possível comê-los quentes e garantir que os nutrientes sejam absorvidos. Alguns dos legumes e verduras que ficam ótimos refogados são:

  • brócolis;
  • couve-flor;
  • couve;
  • cenoura;
  • agrião;
  • acelga.

4. Beba muitos líquidos

Outro hábito prejudicial para a alimentação no inverno é a baixa ingestão de líquido. No calor, as pessoas sentem mais vontade de beber água, enquanto no frio isso pode mudar. Nesse contexto, vale lembrar que as baixas temperaturas fazem o corpo perder mais líquido, então é essencial mantê-lo sempre hidratado.

A hidratação na medida certa ajuda a prevenir as doenças respiratórias e o ressecamento das mucosas. Por isso, não deixe de beber água diariamente, lembrando que o recomendado é a ingestão de 2 litros por dia. Além disso, como o frio estimula a vontade de consumir bebidas quentes, opte por variar nas opções de chás, como:

  • hibisco;
  • chá-verde;
  • anis-estrelado;
  • dente-de-leão com hortelã;
  • limão e gengibre;
  • laranja e camomila;
  • maçã e canela.

Um prato bastante consumido durante essa época do ano é a sopa. Nesse caso, o recomendado é fazê-la com verduras e legumes. Mas atenção: dependendo da dieta, não é indicado misturá-la com queijo ou creme de leite e, se for acompanhada de pão, a refeição se torna bastante calórica, então é importante buscar o equilíbrio para que a alimentação não deixe de ser saudável.

Para que a sopa não se transforme numa bomba calórica, inserir alimentos como abobrinhas, abóboras, brócolis, chuchu e berinjela são ótimas opções. Em vez de escolher a batata inglesa, prefira a batata baroa ou doce — alternativas melhores, pois são carboidratos com baixo índice glicêmico.

5. Invista em massas saudáveis

Um grande desafio que as pessoas enfrentam no frio é tentar não abusar das massas. Para que essas refeições sejam mais saudáveis, é melhor comer esse tipo de alimento na forma integral. Os macarrões, por exemplo, devem ser do tipo grano duro, que é feito de uma espécie diferente de trigo, levando um tempo maior para ser digerido.

Em relação ao molho, vale destacar que o branco é bastante calórico, então, fazer a substituição pelo tomate simples é uma boa opção. Se for utilizar queijo, opte por uma opção mais leve. De qualquer maneira, recomenda-se que a massa seja consumida no almoço e não no jantar, já que é uma refeição calórica.

6. Consuma alimentos termogênicos

Os alimentos termogênicos são importantes aliados durante o frio, porque ajudam a elevar a temperatura do organismo. Eles também auxiliam no processo de emagrecimento, já que o corpo utiliza a gordura estocada para elevar a temperatura e o metabolismo. Dentre os tipos de termogênicos naturais, destacam-se:

  • chá verde: aumenta o gasto energético, fazendo o corpo queimar mais calorias;
  • pimenta: consegue quebrar a gordura estocada;
  • gengibre: acelera o metabolismo, ajudando também a prevenir gripes e resfriados;
  • cacau: auxilia na queima de caloria e no ganho de massa muscular.

Percebeu como não é difícil manter uma alimentação saudável no inverno? Seguindo todas essas dicas, é possível cuidar bem da saúde e evitar os excessos comumente realizados durante esse período. Afinal, é uma questão de equilíbrio.

Se você gostou deste conteúdo e deseja investir mais na sua saúde, entre em contato conosco! O AmorSaúde é a rede de clínicas populares que mais cresce no Brasil, oferecendo diversas especialidades como cardiologia, oftalmologia, odontologia e ginecologia.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta