Como cuidar da saúde mesmo com a rotina corrida?

7 minutos para ler

Se você sai de casa de manhã bem cedo, volta somente à noite e já chega sentindo cansaço, só pensando em dormir, parece impossível descobrir como cuidar da saúde, certo? Não podemos nos enganar e dizer que isso é fácil porque não é, afinal, exige uma mudança de hábitos em meio à rotina corrida e sabemos que qualquer alteração no dia a dia pode ser difícil.

Ainda assim, é importante dar atenção ao seu corpo, porque você só consegue sair para trabalhar, estudar e se divertir por causa dele. Então, o mínimo que ele merece é um tratamento digno de estrela. Por isso, é sempre bom manter os exames de rotina em dia para garantir o bem-estar e evitar doenças.

Nesse contexto, listamos algumas dicas que podem ser implementadas no seu cotidiano, com o objetivo é melhorar ao máximo a sua saúde. Confira!

Tenha uma boa alimentação

Pode parecer óbvio, mas nem todo mundo segue essa dica como deveria. Estamos falando de aderir a uma alimentação saudável e balanceada todos os dias — o que não significa abdicar completamente da pizza ou do hambúrguer, por exemplo, mas encontrar o equilíbrio para que não ocorram exageros.

Para funcionar da forma adequada, o corpo precisa de uma dose diária dos nutrientes certos, como o ômega 3, glicose, vitamina B e ácidos graxos monoinsaturados — que existem, por exemplo, no azeite e no abacate.

Ainda que muitas pessoas associem a dieta balanceada ao emagrecimento, é importante ressaltar que, frequentemente, perder alguns quilinhos na balança é apenas consequência de uma alimentação saudável — nem sempre é o objetivo final.

Como funciona a pirâmide alimentar?

Feijoada, churrasco, carne de sol, feijão e arroz fazem parte das comidas mais comuns entre os brasileiros. Você sabia que cada um desses alimentos faz parte de um grupo alimentar específico?

De acordo com a pirâmide alimentar, existem 8 diferentes grupos divididos em 4 andares. Os cereais, as raízes, os tubérculos e os pães, por exemplo, fazem parte do grupo alimentar 1. É recomendável que esses alimentos sejam consumidos em maior quantidade diariamente (8 porções, no mínimo), pois são as fontes de carboidratos — importantes macronutrientes para o ser humano.

Já no segundo andar, existem o grupo 2 — que são as hortaliças (verduras e legumes) — e o grupo 3 — formado pelas frutas. Eles também devem ser ingeridos todos os dias, sendo necessário o consumo de pelo menos 3 alimentos por grupo.

O terceiro andar é subdividido em 3 outros grupos: leguminosas (lentilha, feijão, ervilha, grão-de-bico), carnes e ovos, leites e derivados. Nesse caso, vale lembrar que pessoas vegetarianas e veganas têm a alimentação balanceada restrita, então a quantidade de leguminosas deve ser maior do que a de pessoas que seguem uma dieta onívora.

O quarto e último andar da pirâmide é formado pelo grupo 7, composto de óleos e gorduras, e pelo grupo 8, representado por açúcares e doces. Por estarem no topo, isso significa que devem ser ingeridos em pouca quantidade.

Se você pensa que agora está apto a montar a sua própria alimentação balanceada, esqueça essa ideia. Afinal, é necessário consultar um especialista para que ele possa montar uma dieta equilibrada com base nas suas características, necessidades e atividades.

Beba muita água

Certamente você já sabe, mas beber aqueles 2 litros de água todos os dias é essencial. Por isso, leve sempre uma garrafinha na bolsa ou na mochila para onde for e adquira o hábito de ingerir água frequentemente.

De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade do Leste de Londres, beber 500ml de água antes de realizar uma tarefa intelectual permite que o cérebro tenha reações 14% mais rápidas. Na verdade, existem muitos outros benefícios que esse líquido proporciona ao nosso corpo.

Ao hidratar-se com frequência, você consegue absorver melhor os nutrientes dos alimentos, além de contribuir para a oxigenação do cérebro e dos músculos. A água também auxilia na conquista de uma pele mais hidratada e saudável, ao mesmo tempo que deixa o sistema digestivo mais ativo. É incrível como um líquido pode oferecer tantos benefícios para a manutenção saudável do corpo, não é?

Faça pausas e repousos

Quem é workaholic tem dificuldade em seguir essa dica, mas isso não significa que é permitido deixar de tentar aderi-la: fazer repousos diários e pausas entre tarefas. Sabemos que, no dia a dia, é muito difícil ter um tempo para somente descansar, ainda mais quando trabalhamos sob pressão.

No entanto, existem maneiras de contornar essa situação. Durante o trabalho, até mesmo uma ida ao banheiro pode ajudar a relaxar. Além disso, é importante aproveitar a hora do almoço para descansar e não tentar resolver problemas profissionais. Ao chegar em casa, a mesma dica permanece: deixe o trabalho no local que ele está e aproveite o seu descanso.

Se você gosta de aproveitar um momento com a família, faça isso. Essas horas de relaxamento são cruciais para o corpo aprender a desligar do modo 220V proporcionado pelo dia corrido.

Além disso, durante o final de semana vale a pena fazer passeios ao ar livre. Esse tipo de ambiente ajuda no combate ao estresse, reduz as chances de depressão e ansiedade, melhora a qualidade de vida e o ar fresco ainda auxilia na conquista de uma pressão arterial regulada.

Adote uma rotina de sono

Devido à correria, nem sempre é possível dormir cedo, e às vezes nós perdemos horas de sono por causa de uma tarefa inacabada em casa ou do trabalho. Nesse caso, como cuidar da saúde? 

É essencial aderir a uma rotina regrada de sono, já que esse momento de absoluto repouso é o que permite ao corpo recuperar as energias para encarar o dia seguinte. Então, um dia mal dormido é até aceitável, mas todos os 7 dias da semana não.

No geral, indica-se dormir em torno de 7 a 9 horas todos os dias. Quem ignora essa recomendação pode até conseguir levar a vida tranquilamente por um tempo, mas depois o corpo cobra e problemas começam a aparecer — estresse, cansaço excessivo e falta de disposição para enfrentar a rotina.

Uma boa noite de sono pode, inclusive, melhorar o desempenho profissional. Sabemos que existem pessoas que dormem pouco não porque querem, mas devido à dificuldade para pegar no sono. Nesses casos, existem algumas dicas que podem ser seguidas, como:

  • evitar cochilar ao longo do dia;
  • não ingerir cafeína em um período de 6 horas antes de dormir;
  • criar uma rotina de horário para dormir e acordar diariamente;
  • dormir em um ambiente silencioso, escuro e com temperatura agradável.

Viu como não é difícil aderir às dicas sobre como cuidar da saúde? Basta ter o desejo de mudança e forçá-la até que se torne um hábito, deixando de ser uma obrigação. O importante é tomar o primeiro passo!

Como falamos de alimentação logo no início deste artigo, por que você não confere o post que preparamos sobre esse assunto em relação ao inverno? Afinal, a época mais fria do ano já chegou e é importante reforçar a imunidade com alimentos saudáveis!

Posts relacionados

Deixe um comentário