5 cuidados essenciais ao contrair conjuntivite

3 minutos para ler

Introdução

A conjuntivite é uma inflamação na conjuntiva, uma membrana que cobre o olho e a parte interna da pálpebra. Ela pode ser causada por alergias, bactérias, vírus ou agentes tóxicos.

No caso da conjuntivite viral, ela é conhecida por ser altamente contagiosa, o que exige atenção aos cuidados para evitar a transmissão. O contágio acontece pelo contato direto com uma pessoa doente ou por meio de objetos contaminados.

A doença apresenta diversos sintomas, sendo os mais comuns: o surgimento de coceira e secreção nos olhos, vermelhidão e lacrimejamento. Além disso, as pálpebras também podem apresentar inchaço e o paciente pode ter fotofobia (dor ao olhar para a luz).

Devido a esses sintomas, apesar de não oferecer complicações e grandes riscos, a conjuntivite pode ser bastante incômoda. Em geral, ela dura entre 7 e 15 dias e ataca os dois olhos.

Mesmo sendo uma doença conhecida, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre quais cuidados adotar durante o tratamento. Pensando nisso, preparamos este infográfico com 5 dicas sobre o assunto. Confira a seguir!

*******

Você sabe quais cuidados deve adotar no tratamento da conjuntivite? Essa inflamação que atinge a região dos olhos tem sintomas como coceira, vermelhidão e secreção.

Para evitar a contaminação, é importante ter alguns cuidados. Além disso, algumas dicas podem ajudar a aliviar os sintomas. Confira!

1. Não coçar os olhos

A coceira é um sintoma comum, mas não coce os olhos. Isso aumenta a irritação e traz riscos de recontaminação, estendendo o período da doença. Além disso, como o vírus pode ser transmitido pelas mãos, aumenta o risco de contágio.

2. Lavar a região

Como a conjuntivite gera secreção, é importante manter a região limpa. Lave os olhos com delicadeza para não aumentar a irritação, usando água morna ou gelada. Evite a aplicação de outros produtos para não causar irritação.

3. Fazer compressas

Fazer compressas com água gelada ajuda no alívio dos sintomas e reduz a inflamação do local. Dê preferência para água filtrada, pois ela não irrita a pele, e evite compressas com chás, sal e outros produtos.

4. Evitar a automedicação

O tratamento da doença dependerá da sua origem, então não tome remédios sem a prescrição médica. Vale lembrar que o colírio é considerado medicamento, então não aplique sem a recomendação do profissional.

5. Consultar um oftalmologista

Ao identificar qualquer sintoma da doença, consulte um oftalmologista para que ele faça um exame completo e identifique o tipo da doença. Ele indicará o melhor tratamento, que pode incluir pomadas, colírios, antibióticos e antialérgicos.

Seguindo essas dicas, com certeza, ficará mais fácil tratar a conjuntivite e aliviar os sintomas da doença.

*****

Conclusão

Viu só? Entender quais cuidados adotar ao contrair conjuntivite é essencial para ter um tratamento mais tranquilo e sofrer menos com os incômodos causados pela doença.

Lembre-se de que é fundamental consultar um médico para confirmar o diagnóstico e usar os medicamentos corretos.

Achou o infográfico interessante? Compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas saibam como se cuidar!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta